Catarata: Sintomas, causas e tipos

Que é a catarata?

Ao contrário da crença popular, a catarata não é um filme que é criado no olho. Na realidade é a opacidade da lente natural do olho. Daí um dos nomes alternativos que recebe a catarata é opacidade do cristalino.

Se tem alguma dúvida de que se você poderia estar desenvolvendo catarata, seu oftalmologista o pode confirmar, mas é possível, que através deste artigo, você resolve algumas de suas perguntas.

Catarata

Tipos de catarata ocular

Existem três tipos principais de catarata: esclerótica nuclear, cortical e subcapsular posterior. Quando uma pessoa envelhece pode desenvolver um destes tipos de catarata ou uma combinação de qualquer um deles, ao mesmo tempo.

  • Catarata Esclerótica Nuclear
  • Catarata Cortical
  • Catarata Subcapsular posterior

Catarata Esclerótica Nuclear é o tipo mais comum de catarata relacionada à idade. É causada principalmente pelo endurecimento e o amarelamento da lente através do tempo. A palavra nuclear refere-se à opacidade gradual da parte central da lente, chamada de núcleo. O termo esclerótica refere-se ao endurecimento ou esclerose do núcleo da lente.

Quando este tipo de catarata progride, altera a capacidade do olho de focar e visão estreitamente pode melhorar temporariamente. Este sintoma é conhecido como segunda visão, mas a melhoria da visão que produz não é permanente.

Uma catarata esclerótica nuclear progride lentamente e pode precisar de muitos anos de desenvolvimento gradual até que começa a afetar a visão.

Catarata Cortical refere-se à opacidade branca ou áreas nubladas que se desenvolvem no córtex da lente, que é o periférico (borda da lente). As alterações do teor de água nas fibras da lente criam recortes que lembram os raios de uma roda que apontam da borda exterior da lente para o centro.

Estas fissuras podem fazer que a luz que entra no olho se dispersar e criar problemas de visão turva, brilhos no contraste e na percepção de profundidade. Pessoas com diabetes estão em risco de desenvolver catarata cortical.

Catarata Subcapsular posterior começa como uma pequena área opaca ou nublada na superfície traseira da lente. Chama-se subcapsular porque se forma por baixo da cápsula do cristalino, que é uma pequena membrana que envolve a lente e prende-lo no lugar.

A catarata subcapsular pode interferir com a leitura e criar um efeitos auréola ao redor de luzes e brilhos. Pessoas que usam esteroides, têm diabetes, miopia extrema, ou retinite pigmentosa podem desenvolver este tipo de catarata. A Catarata subcapsular se pode desenvolver rapidamente e os sintomas podem se tornar visíveis em poucos meses.

Olho com catarata

Sintomas da catarata

  • Sensação de penumbra ou visão embaçada .
  • Se vêm às cores tênues ou pálidas.
  • Má visão com pouca luz.
  • Brilhos à noite, auréolas ou flashes
  • Deslumbramento durante o dia

Se você sentir qualquer desconforto ou dor com esses sintomas, consulte seu oftalmologista imediatamente, pode ser um sinal de uma doença mais grave.

As técnicas avançadas tornam mais seguro e mais eficaz do que nunca o tratamento da catarata. A cirurgia de catarata moderna, pode corrigir a catarata e ao mesmo tempo, muitos outros erros de refração, como miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia. Algumas opções cirúrgicas podem dispor melhoras na visão a qualquer distância, sem óculos ou lentes de contato.

Durante a cirurgia de catarata, a lente opaca é substituída por uma lente artificial avançada, chamada lente intraocular, ou LIO.

95% dos pacientes que optam por se colocar uma lente intraocular, ou LIO, a fim de recuperar a visão de longe consegue que sua visão seja tão boa como antes de sofrer a catarata. E aqueles que optarem pelas lentes intraoculares especiais podem experimentar melhoria na visão além da que eles tinham antes de desenvolver a catarata.

A catarata pode reduzir a qualidade de vida mesmo nas fases iniciais e pode causar cegueira se não tratada. Portanto, converse com seu médico sobre qual tratamento da catarata é certo para você.

Por que se desenvolve a catarata?

Por que se desenvolve a catarata?

Em contraste a outros órgãos do corpo, como por exemplo a pele, o cristalino não pode eliminar as células velhas. Com o tempo, as células se acumular e causam o espessamento da lente. Outras alterações nas células das proteínas do cristalino fazem as células se agrupar juntas formando a catarata e turvando a lente.

Ao longo do tempo, a catarata cresce ao ponto de distorcer como a luz passa através da lente, causando sintomas como visão turva, fraca e sem brilho.

Em seus estágios iniciais, a catarata pode causar uma deterioração gradual da visão que é quase imperceptível. Portanto, é importante fazer um exame oftalmológico anual para detectar essas alterações.

Outras causas da catarata

A maioria das pessoas, geralmente desenvolvem a catarata ao longo do tempo, mas aproximadamente 1% das pessoas nasce com catarata. É muito comum associar a doença com adultos, mas também as criançasa podem desenvolver. Também é possível adquirir a cataratas em idade precoce por trauma, doença ou o uso de certos medicamentos.

Os seguintes fatores podem causar ou contribuir para o desenvolvimento precoce da catarata:

  • Doenças sistêmicas, incluindo diabetes e hipotireoidismo
  • Certas condições oculares como glaucoma de ângulo fechado, inflamação crônica e miopia extrema
  • Irradiação para tratar um tumor do olho (a causa mais comum de catarata em pessoas abaixo dos 40)
  • Cirurgia para tratar o glaucoma ,a cirurgia vitreo-retiniana ou descolamento de retina
  • Exposição à luz ultravioleta, como as luzes fluorescentes e monitores de computador
  • A exposição a toxinas, tais como o uso crônico de corticoides, fumaça de cigarro ou álcool
  • Outro trauma no olho, como uma lesão penetrante direta, uma contusão ou choque elétrico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest